> > ARAL

ARAL | galeria

A Aral Cabinas é subsidiária da Aral Implementos Agrícolas, empresa fundada em 1977 em Tapejara (RS), com o objetivo de fabricar tanques de combustível e prestar serviços na área de implementos. A partir do ano 2000 passou a fabricar cabines para tratores agrícolas e colheitadeiras, hoje dispondo de modelos específicos para as linhas Agrale, John Deere, Massey-Ferguson, New Holland, Ursus e Valtra; também é a fornecedora oficial da Motocana. As cabines Aral são construídas em aço, utilizando componentes de fibra de vidro apenas no teto, nos pára-lamas e nas colunas traseiras; os vidros e pára-brisas são montados diretamente na estrutura metálica, permitindo leveza de estilo e uma das mais amplas áreas envidraçadas da categoria.

No início deste século a Aral abriu nova frente de atuação. Utilizando a marca Velleno, iniciou a produção de pulverizadores embarcados, gama logo ampliada com a transformação de tratores agrícolas; recentemente lançou seus primeiros autopropelidos. Foram diversos os modelos já fabricados. Na linha básica, chamada Velleninho, o conjunto pulverizador é instalado em tratores de série, recebendo barras de 12 a 18 m de comprimento na traseira (e tanque de defensivo de até 800 l na dianteira) ou na dianteira (tanque de 1.300 l na traseira), no último caso o trator ganhando suspensão por molas e amortecedores no eixo dianteiro. Em escala imediatamente superior estavam os modelos G2 e G3, também construídos a partir de tratores comerciais, porém envolvendo transformação mais profunda: elevação do vão livre mediante instalação de suspensão na dianteira e rodas de maior diâmetro, eventual alongamento do chassi (G3), instalação de cabine climatizada avançada e tanque de defensivo (2.000 ou 3.000 l) na metade posterior do chassi; o barramento de pulverização, com comprimento entre 18 e 21 m, podia ser montado à frente ou atrás do veículo.

O primeiro autopropelido da Aral, ainda resultante da transformação de tratores, apresentava a mesma capacidade e alcance destes últimos modelos, embora as intervenções efetuadas no veículo fossem mais profundas: chassi mais longo, rodas maiores e de igual diâmetro, eixos com novo sistema de transmissão mecânica, vão livre elevado para até 1,30 m, suspensão também no eixo traseiro; sobre esse conjunto a empresa montava os demais elementos mecânicos do trator, mantendo o layout convencional “motor na dianteira e cabine central”; o capô original era substituído por um de desenho próprio, em plástico reforçado com fibra. Além deste autopropelido “adaptado”, a Aral hoje fabrica dois modelos de sua concepção, 2000 L e 3000 L (função da capacidade do tanque de produtos, com dois ou três mil litros). Ambos têm barras de 25 m e igual concepção técnica: tração 4×4 (opção de 4×2 no modelo menor), suspensão pneumática, transmissão por corrente em banho de óleo, freios hidráulicos a disco ventilados nas quatro rodas e direção hidráulica regulável; o motor é Mercedes-Benz de 120 ou 170 cv.

<aralcabinas.com.br>





Google GmailFacebookTwitter