> > ARB

ARB | galeria

A Auto Renovadora Boff Ltda. – ARB, de São Marcos (RS), foi criada em 1967 como fabricante de peças e cabines-duplas para caminhões. Sua relação com o tema, porém, remonta a 1960, quando Raul Zeferino Boff, o fundador da empresa, alongou o chassi de uma picape Ford F-100 nacional para seu uso pessoal, estendendo a cabine e colocando mais duas portas. Foi tal o interesse despertado pela “invenção” que passou a realizar, sob encomenda, o alongamento de cabines também para caminhões pesados Scania e Mercedes, antes mesmo dos fabricantes oferecerem esta opção. Em 1983 começou a construir cabines-duplas e camionetas sobre picapes Ford F-100 e Chevrolet D-10 com bem cuidados detalhes de projeto e acabamento: construção em chapa de aço estampada, vidros fumê, janelas com máquina de elevação, tampa traseira em aço com mola de pressão (no caso das picapes), pneu estepe montado externamente (nas camionetas), bancos reclináveis em veludo, interior acarpetado; eventualmente a grade dianteira também era alterada. Era variada a gama de opcionais, dentre os quais ar condicionado, frigobar, vidros elétricos, alarme. Designada Mirage, era oferecida em três versões: 3, 4 e 5 Estrelas (respectivamente com vidros normais e com duas ou quatro janelas “panorâmicas” fumê). Mais adiante veio a transformar também picapes Volkswagen Saveiro em cabine-dupla.

A ARB foi uma das raras transformadoras de veículos que vivenciaram o boom de mercado daqueles anos e sobreviveram à posterior abertura das importações. Sua trajetória é exemplar do que ocorreu com os pequenos fabricantes brasileiros no período: da realização de até 80 transformações mensais na década de 80, sua produção caiu para cinco unidades/mês após a intempestiva liberalização das importações decretada pelo governo Collor. Para a ARB as atividades de transformação jamais voltaram a ter a importância de antes. Ainda assim, até o final da década de 2000 a empresa sustentou a atividade, construindo camionetas blazer e cabines-duplas em chapa de aço a partir de picapes Ford, Dodge ou Chevrolet, nacionais e estrangeiras (média de sete unidades mensais em 2005), assim como alongando cabines e produzindo kits de elevação de teto para caminhões.

A empresa hoje se dedica apenas à construção de cabines para máquinas agrícolas, guindastes e equipamentos de construção, além de cabines suplementares para caminhões. A maior parte do faturamento da ARB, contudo, advém da Randon, para quem desde 1994 fornece conjuntos cabine-capô para caminhões fora-de-estrada e cabines para escavadeiras.

<arb.com.br>





Google GmailFacebookTwitter