Novidades

FENATRAN 2015

DAF CF: único lançamento importante numa feira esvaziada

novembro 2015

Realizada num momento de contração de vendas, a 20a edição da Fenatran – uma das mais importantes feiras de transportes do Hemisfério Sul – foi ignorada pela quase totalidade da indústria brasileira de caminhões: apenas Volvo e DAF montaram stands próprios, somente a última promovendo o lançamento de novo modelo.

 

DAF

Um dos principais fabricantes de caminhões da Europa, em 2013 a holandesa DAF instalou-se no Brasil como fabricante. Para sediar a nova fábrica foi escolhida a cidade de Ponta Grossa, no Paraná. No final daquele mesmo ano, na 19a Fenatran, apresentou o primeiro modelo nacionalizado da marca – o pesado FX105 FTS, um 6×2 na configuração cavalo-mecânico para longas distâncias – logo seguido da versão 6×4 (FTT). Equipado com motor DAF de seis cilindros, 12,9 l e 410 ou 460 cv, câmbio manual ou automatizado de 16 marchas à frente e duas a ré e freios pneumáticos a tambor com ABS, alcançava PBTC de 53,0 t.

O reduzido conteúdo nacional do caminhão, contudo, restringiu a demanda a níveis insignificantes (menos de 450 unidades foram vendidas em 2014). Em 2015, quando por fim conseguiu alcançar o índice mínimo de nacionalização de 60%, exigido para viabilizar o financiamento dos equipamentos, a empresa decidiu ampliar a gama de modelos, escolhendo a 20a Fenatran como palco para o lançamento de seu novo produto.

Assim, ainda pouco conhecida, a DAF tornou-se a grande estrela da esvaziada feira, apresentando a única novidade relevante da mostra – o pesado CF85 para curtas e médias distâncias. Disponível em versões 4×2 (FT) e 6×2 (FTS), respectivamente com 53,0 e 56,9 t de PBTC, veio equipado com o mesmo câmbio automatizado e motor do XF105 (12,9 l, porém com 360 ou 410 cv) e duas opções de cabine (Comfort e Space Cab).

32-1 daf

Stand da DAF na Fenatran, com o novo CF85 e o “veterano” FX105 (foto: LEXICAR).

 

VOLVO

Embora não tenha agregado qualquer novo modelo à sua já diversificada gama, a Volvo levou para a Fenatran um útil e engenhoso suspensor de terceiro eixo, como opção para caminhões com tração 6×4 tandem. O mercado oferece enorme variedade de suspensores para terceiro eixo não tracionado. Eixos tandem, contudo, exigem soluções técnicas complexas, envolvendo a alteração de características mecânicas do veículo e impedindo sua instalação por implementadores independentes.

Segundo o sistema proposto pela Volvo, na ausência de carga não só o eixo é suspenso como a tração pode ser desligada, reduzindo o desgaste dos pneus traseiros, o raio de giro (em 15%) e o consumo (em até 4%). Ao receber carga, o carregamento do caminhão é automaticamente identificado e o eixo baixado. O sistema ainda oferece a opção do veículo rodar como 6×2, com o eixo baixado e a tração desligada.





Google GmailFacebookTwitter

AGRISHOW 2015

A grande feira agrícola do Hemisfério Sul

maio 2015

Na última semana de abril a cidade paulista de Ribeirão Preto mais uma vez sediou o Agrishow, uma das maiores mostras de equipamentos agrícolas do Hemisfério Sul, agora em sua 22a edição.

Quase quatro centenas de expositores estiveram presentes, desde fornecedores de balanças para gado até os maiores fabricantes de máquinas do país – tratores, colheitadeiras, pulverizadores – além de uma infinidade de fornecedores de implementos especializados.

Mais de R$ 1,9 bilhão de reais de negócios foram realizados nos cinco dias de feira – volume indicativo da relevância do agronegócio brasileiro, ainda que cerca de 30% inferior ao montante alcançado no ano anterior.

Foram, muitas, importantes e variadas as novidades mostradas na feira: seis tratores agrícolas, um pulverizador, uma colhedora de café, três de cana-de-açúcar e seis colheitadeiras de grãos, além de grande número de implementos embarcados e rebocados, que não serão aqui citados por extrapolar a abrangência de LEXICARBRASIL.

Os principais lançamentos da Agrishow 2015 são mostrados a seguir, em ordem alfabética do nome dos fabricantes (todas as imagens são de autoria e propriedade de LEXICARBRASIL).

 

Budny

A indústria catarinense complementou sua linha de máquinas com mais um trator médio, o modelo BDY 6540, de 2,6 t, equipado com motor MWM de quatro cilindros, 2.940 cm3 e 65 cv, câmbio de oito marchas com reversor e tração nas quatro rodas.

Case

Uma das marcas do gigante CNH, a Case lançou mais um modelo de trator da linha Puma: 230, com motor de 6,7 l e 234 cv. Com 13,0 t, a máquina tem tração nas quatro rodas e caixa 18×6 com acionamento eletro-hidráulico.

19-1 budny       19-2 case

Tratores Budny BDY 6540 e Case Puma 230

 

Jacto

A Jacto apresentou uma inovadora colhedora de café – o modelo K 3500, conversível também para operações de pulverização e poda, viabliizando a utilização da máquina durante todo o ano, mesmo fora do período de colheita. Acionada por motor Cummins de 130 cv com transmissão hidrostática nas quatro rodas, a máquina possui sofisticado conteúdo tecnológico embarcado, raio de giro de apenas 4,74 m e dois reservatórios de 1.500 l para o café colhido.

John Deere

A empresa apresentou três novas máquinas na feira: a colheitadeira de grãos S690 (motor de 13,5 l e 550 cv, tanque graneleiro de 14.100 l); e as colhedoras de cana sobre esteiras CH570 e CH670, respectivamente para uma e duas linhas de plantação (transmissão hidrostática e motor de 9 l e 342 e 380 cv). Para o pulverizador 4730 (245 cv, transmissão hidrostática 4×4, suspensão pneumática) passam a ser oferecidas com opção barras de fibra de carbono de 36 m.

19-3 jacto       19-4 j deere

Colhedora de café Jacto K 3500 e colhedora de cana-de-açúcar John Deere CH670

 

Massey Ferguson

A Massey também mostrou três novas máquinas, porém todas colheitadeiras de grãos, a Série Super 7, compreendendo os modelos axiais 9695, 9795 e 9895, respectivamente com 350, 410 e 470 cv e tanque graneleiro de 10.570 (para a primeira) e 12.334 l (para as duas outras).

New Holland

Assim como a Case, a segunda marca da CNH só trouxe um novo equipamento, a colheitadeira de duplo rotor CR8090, com motor FPT de 489 cv e tanque de grãos de 14.500 l.

19-5 massey       19-6 nh

Colheitadeiras de grãos Massey 9695 e New Holland CR8090

 

Stara

O tradicional fabricante gaúcho de implementos e pulverizadores enriqueceu sua recente gama de tratores com dois novos modelos: ST MAX 150 e 180, com 7,1 t, câmbio de 54 marchas à frente e 18 a ré e tração 4×4 com engate eletro-hidráulico do eixo dianteiro; os dois se diferenciam pela potência do motor MWM – 150 e 180 cv.

Valtra

A Valtra foi quem trouxe mais novidades para a feira: os tratores 4×4 BM110 e 125i (motor de 4,4 l, 125 ou 132 cv, caixa de 16 marchas à frente e 8 a ré), a colheitadeira de grãos BC6800 (350 cv e tanque de grãos de 10.570 l) e sua primeira colhedora de cana-de-açúcar, o modelo BE 1035e, com 350 cv.

19-7 stara       19-8 valtra

Trator Stara ST MAX 180 e colhedora de cana Valtra BE 1035e

 

A maioria dos fabricantes nacionais de automóveis e caminhões aproveitaram o evento para divulgar seus produtos em stands próprios. Entre eles, se destacaram a Renault, que numa pronta reação ao lançamento do Jeep Renegade buscou valorizar a aptidão de seu modelo Duster 4×4 para uso em condições extremas de terreno, e a Chevrolet, que surpreendentemente apresentou um modelo conceitual sobre a picape S10.

19-9 renault       19-10 chevrolet

Renault Duster 4×4 e conceito S10 Rally





Google GmailFacebookTwitter
1 2 3 4