Novidades

FORD NEW FIESTA 2018

Apenas pequenas mudanças em estilo e equipamentos

dezembro 2017

Recentemente lançada na Europa, a nova geração do Ford Fiesta não tem previsão de chegada ao Brasil. Para compensar a defasagem – mas principalmente para acumular forças na luta por um mercado que se vislumbra muito mais árdua com a chegada dos novíssimos Polo e Argos, trazidos pelas rivais Volkswagen e Fiat -, a Ford procedeu a discretas intervenções no estilo e conteúdo de seu simpático hatch nacional.

A rigor, as maiores mudanças – e praticamente as únicas visíveis – ocorreram na dianteira do carro, que ganhou nova grade hexagonal, com grelha mais marcante, e novo para-choque. (Fica na grade, aliás, o principal ponto de diferenciação externa entre as diferentes versões: detalhes na cor prata para SE e SEL, preto brilhante no pacote Style e cromada na top Titanium. )

O para-choque traseiro recebeu um aplique na parte inferior. Dependendo da versão, os faróis passam a dispor de leds diurnos e refletores tipo canhão; na versão Titanium, também as lanternas traseiras (que ganharam novas lentes, mantendo o formato anterior) recebem leds.

No interior, novos bancos, tela sensível ao toque de 6,5″, conectividade incrementada e maior variedade de equipamentos, embora muitos deles estejam restritos às versões mais caras, tais como ar condicionado digital, airbags laterais, sensores de claridade e chuva e câmera de ré.

A carroceria recebeu reforços estruturais para aumentar a resistência a impactos laterais. Além de nova calibração da suspensão, nada mudou na mecânica: motores EcoBoost 1.0 de 125 cv e Sigma 1.6 flex de 125/128 cv associados a câmbio manual de cinco marchas ou o criticado automatizado de dupla embreagem e seis marchas.

São sete as versões de acabamento e conteúdo:

SE 1.6: câmbio manual, direção com assistência elétrica, ar condicionado, vidros dianteiros, travas e retrovisores elétricos, alarme, airbag duplo, conta-giros, regulagem de altura e profundidade do volante, ajuste de altura do banco do motorista, banco traseiro bipartido 60/40, computador de bordo, central multimídia, sistema de áudio com assistência de emergência, freios ABS com EDB, sensor de estacionamento traseiro, faróis de neblina e rodas de aço de 15″com calotas.

SE Style 1.6: itens acima, mas visual personalizado Style (grade e rodas em preto brilhante, molduras pretas nos faróis de neblina e retrovisores), controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e rodas de liga leve aro 16″.

SE Style Plus 1.6: itens acima, mais câmbio automatizado, central multimídia mais completa com tela de 6,5″ e vidros elétricos nas portas traseiras.

SEL 1.6: itens acima, mais rodas de liga leve de 15″ e ar condicionado digital.

SEL Style 1.0 EcoBoost, substituindo a antiga versão Sport: mesmo conteúdo do SE Style, mais câmbio automatizado.

Titanium 1.6: itens do SE Plus, mais ar condicionado digital, rodas de liga leve aro 16″, navegador, câmera de ré, LEDs diurnos, lanternas traseiras parcialmente em LED e bancos parcialmente revestidos em couro.

Titanium Plus 1.6: inclui ainda sete airbags, sensores crepuscular e de chuva, retrovisor antiofuscante, entrada sem chave, partida por botão e bancos de couro.

 

     

New Fiesta 2018 SEL e Titanium.

 

 





Google GmailFacebookTwitter

LINHA DELIVERY RENOVADA

Volkswagen-MAN surpreende com lançamentos

outubro 2017

Antecipando-se em um mês à Fenatran, palco natural de grandes lançamentos, a Volkswagen Caminhões e Ônibus apresentou ao mundo a reestilização de sua linha de comerciais leves Delivery.

Lançada em 2005 e líder brasileira da categoria, a linha Delivery alcançou este ano a 100.000a unidade produzida. Agora chega com nova cabine basculante de estilo delicado e clara inspiração automobilística em três opções de acabamento e conteúdo – City, Trend e Prime. Projeto nacional que envolveu R$ 1 bilhão em investimentos, a novidade veio para ocupar o lugar do antigo modelo oriundo da década de 80, trazido da MAN alemã.

O para-choque integra faróis e lanternas, que possuem luzes diurnas de leds; são novos os grandes retrovisores rebatíveis. O interior, também totalmente novo, conta com computador de bordo, airbag duplo, volante ajustável em altura e profundidade, diversos porta-objetos e, dependendo da versão, ar condicionado, sistema de som, alarme, vidros e travas elétricos e piloto automático.

O caminhão foi inicialmente lançado em seis versões, entre 3,5 e 13 t de PBT, duas delas inéditas – Delivery Express e 4.150.

As 3,5 t de PBT do Delivery Express caracterizam-no como VUC – Veículo Urbano de Carga, o que não só lhe garante acesso irrestrito a áreas centrais das cidades, como permite sua condução por motoristas portadores de carteira de habilitação Categoria B. Vem com motor Cummins de 2,8 l e 150 cv com tecnologia EGR de pós-tratamento dos gases e câmbio manual de seis marchas. O freio de estacionamento é a disco, instalado no cardã. A versão 4.150, também inédita, apresenta as mesmas características mecânicas, porém tem PBT de 4,0 t. Ambos trazem rodado simples no eixo traseiro.

Os modelos maiores, todos equipados câmbio mecânico de seis marchas, são os seguintes:

6.160 (PBT 5,8 t), com motor Cummins de 2,8 l, 155 cv e tecnologia SCR (Redução Catalítica Seletiva); 9.170 (8,5 t), com Cummins de 3,8 l, 175 cv e SCR; e 11.180 (10,7 t) e 13.180 (13,2 t), com a mesma motorização e suspensão com molas parabólicas, o último adicionalmente com três eixos, o terceiro retrátil.

A VWC promete opção de câmbio automático para breve. A linha antiga permanece no mercado.

 

     

Express e 13.180, a menor e a maior versão da recém-renovada linha Delivery.

 

 

 





Google GmailFacebookTwitter
1 2 3 21