> > ADVANCER

ADVANCER | galeria

Constituída em 1976 e com instalações fabris em Caieiras (SP), a  Advancer Indústria e Comércio de Máquinas tinha por objetivo a produção de equipamentos de movimentação industrial. O primeiro produto lançado pela empresa, quando de sua fundação, foi a empilhadeira lateral SL, fornecida em dois modelos, com capacidade máxima de 4 e 7,5 toneladas; acionadas, respectivamente, por motores diesel Perkins e MWM, as máquinas opcionalmente podiam ser equipadas com motores de outras procedências, também a GLP ou gasolina; ambos os modelos tinham direção hidrostática e transmissão automática; a versão de maior capacidade dispunha de freios pneumáticos. Em 1978 a Advancer lançou o rebocador industrial Kolosso, também em duas versões, com capacidade de tração de 7,5 e 10 toneladas; acionado por motor Volkswagen AP de dois litros, a gasolina ou GLP, o rebocador possuía transmissão mecânica (5 marchas à frente e ré), direção hidrostática e freios hidráulicos servo-assistidos. Em 1998 foi iniciada a produção da  empilhadeira frontal EF 25, de projeto brasileiro e com 100% de nacionalização; com capacidade de 2,5 t e alcance de até 5,5 m de altura, também utilizava motor VW AP 2000; vinha equipada com caixa manual de cinco marchas, com reversão (transmissão automática opcional), direção hidrostática, freios hidráulicos e sistema elétrico de 24 V.

Finalmente, completando o quadro de produtos da Advancer, estava o carro elétrico Kadyketo, do qual passou a deter os direitos de fabricação. Oferecido na versão rebocador industrial com ½ t de capacidade de carga ou 1,5 t de tração, o Kadyketo era acionado por motor elétrico de 1,5 cv em corrente contínua, alimentado por três baterias de 12 V. Com estrutura monobloco, acelerador eletrônico SCR e freios hidráulicos nas rodas traseiras, tinha autonomia de cerca de oito horas de trabalho. Havia uma versão maior, com quatro rodas, 48 V e capacidade para 1,0 t, na carroceria, ou 2,0 t tracionadas. Acossada pelas importações de máquinas chinesas, a Advancer deixou o mercado na primeira década no século. A Yasi, à qual era associada e que representava seus produtos hoje se dedica à locação de equipamentos de terceiros.





Google GmailFacebookTwitter