JEEP COMPASS

Categoria que não para de crescer, a dos utilitários esportivos! Mês que passou foi a vez do Compass – segundo modelo nacional da marca Jeep, terceiro a sair da novíssima fábrica pernambucana da Fiat.

Lançamento mundial, situa-se em porte e preço entre Cherokee e Renegade. Projetado a partir da plataforma do último, é 18 cm mais longo e 6 cm mais baixo do que o irmão menor. Com 4,42 m de comprimento, seu porta-malas comporta 410 litros (contra exíguos 283 do Renegade), ou 1.191 litros com encosto do banco traseiro recolhido.

São quatro as versões de acabamento – Sport, Limited, Longitude e Trailhawk. As três primeiras podem receber um motor flex de 1.995 cm3 inédito no Brasil, importado do México, com quatro cilindros, bloco de alumínio, 16 válvulas com duplo comando e abertura variável e 159/166 cv, além de câmbio automático de seis marchas. Longitude e Trailhawk podem ser equipados com um diesel de 1.956 cm3 e 170 cv (o mesmo do Renegade) e câmbio de nove marchas.

Tração 4×4 só estará disponível se associada a motorização diesel; caso contrário a tração será nas rodas da frente. Todas as versões possuem suspensão totalmente independente (McPherson na frente e atrás), freios a disco nas quatro rodas (ventilados na dianteira) e direção com assistência elétrica.

Apresentando ótimo acabamento interno e grande quantidade de opcionais e itens de série, o carro compartilha alguns instrumentos e elementos de acabamento com o Renegade e a picape Fiat Toro, também produzida em Goiana. Desde a versão de entrada Sport traz volante ajustável em inclinação e distância, central multimídia com tela sensível ao toque de 5″, computador de bordo, GPS, câmera de ré, limitador de velocidade, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, freio de estacionamento elétrico, faróis de neblina, faróis dianteiros e lanternas traseiras com leds e rodas de alumínio de 17″.

58-1-compass-f-teste     58-2-compas-t-teste

Jeep Compass Limited e Longitude

 

A versão Longitude agrega ar condicionado de duas zonas, tela de 8,4″, volante com comandos e mudança de marcha e seletor de modo de condução. Limited – a versão mais luxuosa -, traz ainda airbags laterais, de cortina e para joelhos, faróis de xenônio e monitor de ponto cego. Como opcionais, bancos de couro creme, ajuste elétrico dos bancos, partida remota, teto solar e monitores de mudança de faixa e de distância para o veículo à frente.

A versão fora-de-estrada Trailhawk teve a suspensão elevada em dois centímetros, além de ganhar pneus de uso misto, placas extras de proteção inferior, ganchos auxiliares na frente e atrás, sistema de monitoramento de pressão dos pneus e seletor eletrônico para cinco situações de operação: Snow (neve e terrenos escorregadios), Sand (areia), Mud (lama), Rock (rocha) e modo automático. Externamente, a diferenciá-lo das outras três versões, apenas um logotipo próprio e o friso que percorre o carro, acima das portas e abaixo do para-brisa traseiro, na cor cinza (e cromado nos demais).

Google GmailFacebookTwitter




Google GmailFacebookTwitter