> > TUPY

TUPY | galeria

Marca de buggies fabricados pelo Studio Duetti Projetos e Veículos Ltda., em São Paulo (SP), durante a maior parte dos anos 80. A primeira versão tinha o feitio tradicional dos precursores, embora com saias laterais um pouco mais longas; vendido sob a forma de kits, tinha quatro lugares, bancos moldados em plástico reforçado com fibra de vidro e santantônio e para-choques tubulares.

Em meados da década foi lançado um modelo com santantonio integrado calcado no buggy Kadron. O Tupy, contudo, dele se diferenciava radicalmente na dianteira, que trazia linhas mais arredondadas e tampa do porta-malas que deixava de avançar sobre os faróis, eliminando as típicas “pestanas” apresentadas pelo Kadron. A seguir, o buggy ganhou faróis retangulares do Fiat 147, saias maiores e seu nome inscrito em relevo na carroceria, afastando-se ainda mais do modelo que o inspirou.

Em 1986, o proprietário da empresa, Denis Duetti, investiu no mercado de veículos urbanos, projetando um minicarro ao qual simplesmente chamou Mini Tupy. Exposto no II Salão dos Veículos Fora-de-Série, em 1987, tinha original carroceria de plástico reforçado dividida em três módulos: o central, reservado à cabine, com estrutura monobloco, um banco de três lugares, para-brisas planos, teto solar e janelas laterais enroláveis de plástico; e os extremos, correspondentes ao capô e tampa do motor, cada um deles em peça única integrando os quatro faróis e as lanternas traseiras e permitindo excelente acesso aos órgãos mecânicos e ao porta-malas.

Montado sobre plataformas Volkswagen encurtadas 75 cm, o comprimento do carrinho se resumia a 2,7 m – 1,60 a menos do que o Fusca. Após terem sido fabricados dez carros, os custos elevados obrigaram à suspensão da produção um ano depois. Pouco depois a empresa encerrava as atividades; além do Mini, construíra cerca de 300 buggies e algumas poucas unidades do Tipo 51, cópia do Jeep Willys 1951, também com carroceria plástica e mecânica VW.





Google GmailFacebookTwitter